sábado, 29 de novembro de 2014

Útil - Não conte a ninguém


Como muitos de vocês já devem saber o livro "Não conte a ninguém", foi adaptado ao cinema, na França e lançado em dezembro de 2006. Foi o primeiro livro do Harlan adaptado para as telonas.

 Dirigido por Guillaume Canet, recebeu nove indicações para o prêmio César de cinema e ganhou em quatro categorias, incluindo melhor ator e melhor diretor.

A grande novidade é que a Wanner Bros adquiriu os direitos e em breve fará um remake do filme, com o ator Liam Neeson escalado para viver o David Beck.

Sinopse do livro/filme:


Há oito anos, enquanto comemoravam o aniversário de seu primeiro beijo, o Dr. David Beck e sua esposa, Elizabeth, sofreram um terrível ataque. Ele foi golpeado e caiu no lago, inconsciente. Ela foi raptada e brutalmente assassinada por um serial killer. O caso volta à tona quando a polícia encontra dois corpos enterrados perto do local do crime, junto com o taco de beisebol usado para nocautear David. Ao mesmo tempo, o médico recebe um misterioso e-mail, que, aparentemente, só pode ter sido enviado por sua esposa. Esses novos fatos fazem ressurgir inúmeras perguntas sem respostas: Como David conseguiu sair do lago? Elizabeth está viva? E, se estiver, de quem era o corpo enterrado oito anos antes? Por que ela demorou tanto para entrar em contato com o marido? Na mira do FBI como principal suspeito da morte da esposa e caçado por um perigosíssimo assassino de aluguel, David Beck contará apenas com o apoio de sua melhor amiga, a modelo Shauna, da célebre advogada Hester Crimstein e de um traficante de drogas para descobrir toda a verdade e provar sua inocência. 


Enquanto não estreia a versão de Hollywood...



Ou




sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Resenha da semana – Um certo verão / David Baldacci


Quando um de seus escritores favoritos de livros policiais escreve um romance, você deve parar para ler e como um bom autor policial para se surpreender.



Você trabalhou no exército durante grande parte de seus 35 anos, esteve em algumas guerras e quase morreu diversas vezes, mas sempre voltava para casa, para sua amada esposa e seus três filhos. O que você não poderia esperar era que uma doença terminal, aparentemente sem cura, o colocaria numa cama hospitalar e que seu médico só te daria mais 6 meses de vida.


Sejam bem vindos a vida do Jack Armstrog, fica fácil imaginar como a vida dele estava complicada, ele prometera a si mesmo que viveria até o Natal. Como na vida tudo pode acontecer e virar tudo de cabeça para baixo, sua amada esposa Lizzie, que cuidava dele e das criança sozinha, morre na noite de Natal em um acidente de carro. E agora? Quem cuidará das crianças? E o que será de Jack?

A mãe da Lizzie, uma senhora não muito simpática, resolve colocar Jack em um asilo, para literalmente esperar a morte, dar uma criança para cada uma das duas irmãs da Lizzie cuidar e ficar com a mais velha, a Mikki. Jack fica sem esperanças e apenas quando seus filhos vão se despedir dele, talvez para sempre, e Mikki pede para que ele não os abandone, parece que algo muda dentro de Jack, uma força que ele não imaginava que teria começa a surgir e contra tudo e todos ele tem uma recuperação milagrosa. Seis meses depois ele está completamente curado e apto para buscar as crianças.

Jack resolve então, já com as crianças, passar um verão na casa de praia, que sua esposa tanto amara e a nomeara de Palácio e que ela havia planejado ir no próximo verão. O que Jack não imaginava era que esse verão mudaria sua vida para sempre. Será que Jack está realmente curado? As crianças irão conseguir se adaptar a falta da mãe?

Um livro tocante, emocionante e acima de tudo real. Faz com que pensemos em se colocar no lugar do outro antes de julgar ações e atitudes.