sábado, 14 de janeiro de 2017

Resenha da Semana: O Par Perfeito - Nora Roberts

Nora Roberts tem o dom de criar romances pelos quais nós amamos nos apaixonar. A nossa última viagem a Boonsboro não poderia ser mais perfeita: amor, família, amizade e uma dose de sobrenatural compõem mais uma deliciosa história que amamos devorar. 

‘O Par Perfeito’ é o último livro da trilogia ‘A Pousada’, tem resenha dos dois primeiros livros aqui no blog, ‘Um Novo Amanhã’ e ‘O Eterno Namorado’. Recomendamos a leitura dos livros na ordem, porque evidentemente tem spoliers. Mas chegou agora e não sabe nada da história? Aqui vai um breve resumo: O cenário é a cidade de Boonsboro, uma cidadezinha do interior onde todo mundo se conhece, nossos personagens principal são os irmãos Montgomery, são três que juntos possuem uma empreiteira e cada livro é a história de amor de cada um deles. O diferencial dos livros é a narrativa que vai e volta da cabeça de cada um dos personagens. No primeiro livro eles reformam a pousada de Boonsboro, no segundo a inauguram junto com algumas novas reformas e no terceiro descobrimos por fim a história de certa fantasma.  Se não curte spoliers pode parar por aqui.

Ryder Montgomery sempre foi o irmão mais rabugento, aquele que quase sempre está de cara feia, mas dos três é o que mais coloca a mão na massa literalmente. Ele convive o dia-a-dia das obras colocando de tijolos a pequenos reparos. Seus dias são da seguinte forma: acordar bem cedo, ir para a obra com suas botas, seu cinto de ferramentas e seu fiel companheiro, o Diaraque, seu cachorro, e só voltar tarde e completamente sujo. Assim como os outros Montgomery ele tem uma beleza de tirar o fôlego, mas nunca teve um amor de infância e seus relacionamentos nunca sérios, sempre apenas um caso, ele gostava de sua vida simples e odiava cidades grandes cheias de engarrafamento.

Hope Beaumont chegou a Boonsboro a convite de sua amiga Avery, após sua vida ter virado de cabeça para baixo em Washington. Lá ela acreditava que estava vivendo um sonho: era gerente de um hotel luxuoso, namorava um cara legal que tinha tudo para se tornar seu futuro marido, mas de repente tudo desmoronou e ela se viu numa teia de mentiras, onde sua posição era central. Com o objetivo de mudar o rumo de sua vida, ela vai para Boonsboro e se torna a gerente da Pousada Boonsboro, dos Montgomery. E obviamente consegue administrar da melhor forma possível e juntamente com seus sapatos de salto e suas listas tudo estava correndo relativamente bem, ela começa a se sentir em casa em Boonsboro.

No primeiro livro, Hope e Ryder têm uma primeira troca de olhares que a gente pode sentir que tem algo mais entre eles, mas ambos tentam subtrair seus sentimentos, porque eles são duas pessoas totalmente opostas que nunca dariam certo, certo? Errado! Aos poucos eles vão se conhecendo mais e percebendo que suas diferenças se complementam e os dois tem que ceder para perceber que o que sentem é muito mais profundo que uma simples atração.

E quem os ajuda é Lizzy, a fantasma da Pousada, descobrimos toda a sua triste história e finalmente temos um final feliz para ela e seu amado Billy, ela é uma romântica incurável e não hesita em usar seus poderes sobrenaturais para forçar os dois a ceder ao impulso e dar o primeiro beijo de verdade, que faz com que eles necessitem de algo a mais. Eles vão construindo então um romance sexy, a partir de uma proposta de Hope para que os dois apenas se usem mutuamente, sem compromisso, mas que rapidamente se transforma em um romance no qual os dois estão apaixonados mesmo sem saber.


Ao longo das páginas vamos percebendo o quanto Lizzy, Ryder e Hope têm em comum e que sempre vale a pena lutar pelo amor. Os romances da Nora Roberts nos tocam de uma forma diferente, tem dramas, mas são leves e com personagens verossímeis e totalmente humanos, o final de mais essa trilogia só me faz querer ler mais Nora e é com aperto no coração que dou tchau a Boonsboro, mas com uma certeza: correr atrás dos sonhos e do amor nunca é perda de tempo.



Nenhum comentário:

Postar um comentário